Estamos Aqui!

Esse blog tem a intenção de anunciar a verdade Bíblica e anunciar as Boas-novas de Jesus até a sua volta! Até porque Jesus também chutou o balde!

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

EXAMINAI DE TUDO

“Examinai tudo. Retende o bem.”

“Abstende-vos de toda a aparência do mal.”

I Tessalonicenses 5.21-22

Outro dia eu estava sentada no banco do templo e vi uma adolescente com um livro. Eu fui ver do que se tratava e, para o meu espanto, era uma história que envolvia uma profunda trama de traição, mentiras e falsidade. Perguntei a ela por que lia esse tipo de livro, já que só pela sinopse dava para perceber que em nada acrescentaria a sua vida. Eu lhe perguntei: isso tem boa fama? Tem honra? Tem algum valor espiritual bom para sua vida? (Fl 4.8) Ela me respondeu que não, mas me citou, com tom de justificativa, 1 Tessalonicenses 4.21: “Examinai de tudo e retende o que é bom”. Fiquei pensando naquele versículo e fui estudá-lo a fundo.

Quando escreveu essa carta aos Tessalonicenses, Paulo dava recomendações finais àquela igreja acerca do viver nesse mundo. No versículo anterior ao estudado, ele fala a respeito das profecias, de que não devemos desprezá-las, ainda que algumas pessoas tentem denegrir a mensagem dos verdadeiros profetas ou finjam que têm recebido verdadeiras mensagens de Deus.

Logo em seguida, no mesmo contexto, Paulo fala sobre “examinar tudo e reter o que é bom”, ou seja, sobre pôr à prova as profecias que nos são dadas (por exemplo, a palavra de Deus por intermédio do pregador) ou pôr à prova os que se dizem profetas. O apóstolo não ensina que devemos experimentar de “todas as coisas que o mundo oferece” e, sim, que devemos estar atentos àqueles que se dizem servos de Deus e à mensagem que estão pregando hoje em dia, para guardarmos apenas o que for bom.

Se Paulo tivesse a intenção de nos mandar examinar tudo o que nos passa pela frente, ele não complementaria com o versículo seguinte: “Abstende-vos de toda espécie de mal”. Em “toda espécie da mal”, ele não deixa de fora nenhum tipo de mal, por mais inofensivo que possa parecer aos nossos olhos. Não existe um “malzinho de nada” que possa ser ingerido em níveis toleráveis para o espírito do cristão. Paulo afirma com todas as letras: não se aproxime de qualquer coisa que possa se parecer ou estar associada com o mal! Seria muito contraditório se Paulo estivesse aconselhando a se provar de tudo e, ao mesmo tempo, orientando a se afastar de qualquer espécie de mal.

Às vezes, eu fico pensando como ou em que livros como “Crepúsculo”, “Harry Potter” e “O caçador de pipas” podem nos acrescentar como cristãos. São livros que falam a respeito de bruxaria, de como trair o amigo, de como roubar etc.. Aparentando bons valores, estão na verdade embutindo em nós valores que tem a ver com o mudanismo, com aceitar o homossexualismo como uma coisa normal, valores que não tem “nada a ver”. Pense bem: se você fosse escrever ou fazer qualquer tipo de obra que servisse para o conhecimento, você também não colocaria valores em que você acredita? Também é assim com esse tipo de literatura ou filme. Não vejo de que maneira santanás pode ajudar no crescimento espiritual de alguém ou o crescimento de reino de Deus. Ninguém que tenha amor a esse mundo pode ser amigo de Deus.

Várias passagens da Bíblia falam a respeito de “fugir da aparência do mal”, “santificai-vos”, “seja excelente para o bem e inocente para o mal” (Rm 16.19). Então, não façamos de um texto não estudado o motivo para darmos ocasião à carne, pois quanto mais nutrimos a nossa carne menos nutrimos o nosso espírito.

Daniele Carvalho

Um comentário: